Por Dra. Rosileine Uliana

Dentista e Periodontista
Especializada em Tratamento da Halitose
Clinica VillaVita
  “Dos Sentidos, o olfato é um grande estimulador das emoções”

 

Halitose ou mau hálito não é uma doença e sim uma alteração do odor oral e um indicador que existe alguma desordem local ou sistêmica no organismo, que precisa ser localizada, diagnosticada e tratada.

Este problema atinge uma parcela significativa da população, mais de 30% da população sofre de mau hálito  e além de causar um constrangimento social, ocasiona danos comportamentais ao próprio portador, problemas de relacionamento conjugal, de desenvolvimento profissional e frustração.

Existem mais de 40 causas de halitose e a grande maioria ,85%, é de origem bucal.

Uma das principais causas bucais da halitose está na formação da saburra lingual.


 

A saburra lingual é um material branco ou ligeiramente amarelado, que se deposita na parte posterior da língua (dorso), formado de mucina (proteína salivar), células epiteliais de descamação da mucosa oral e  bactérias.  As bactérias  decompõem a matéria orgânica e produzem os odores malcheirosos

As doenças periodontais tem um papel relevante na halitose. Elas se caracterizam pelo comprometimento por processo inflamatório do periodonto, ou seja, da gengiva, dos ossos e dos ligamentos que formam o suporte dos dentes, levando à reabsorção do osso que está ao redor das raízes dos dentes,

Na gengivite não há alteração óssea, pois a inflamação só atinge tecidos moles e pode ter várias causas. A mais importante delas é a placa bacteriana. O sangramento é um sinal bem característico da doença periodontal, bem como causa de mau hálito.

Quando há comprometimento ósseo, formam-se as chamadas bolsas periodontais entre o dente e a gengiva. O tecido que une os dentes ao osso fica então inflamado, ocasionando a perda óssea. Nestas bolsas existem bactérias  que por um processo de degradação também geram compostos malcheirosos

A redução do fluxo salivar contribui para uma saliva mais rica em mucina (proteína salivar que deixa a saliva mais densa e pegajosa) facilitando a aderência de bactérias, sendo a causa primária da formação da saburra lingual.

O stress é um grande causador da halitose, pois, quando estamos estressados há uma redução do fluxo salivar favorecendo a formação da saburra lingual, assim como alguns medicamentos ansiolíticos ,antidepressivos, antihistamínicos, contribuem para a redução da saliva.

O estômago não é o grande causador da halitose, como normalmente se supõe.Somente quando há refluxo gastro- esofágico que possibilita o retorno do alimento e dos odores   para a cavidade bucal, contribuindo com apenas 1% das causas de halitose.

O indivíduo que tem mau hálito constante não percebe o seu próprio hálito por causa da fadiga olfatória. O olfato “cansa” de perceber o odor falhando na percepção, portanto,  torna-se necessário pedir a um familiar ou pessoa mais íntima que analise seu hálito. Somente as pessoas que tem mau hálito eventual conseguem percebê-lo.

É importante no dia a dia ter uma pessoa confidente para questionar se o hálito está agradável ou não.

O mau hálito pode compreender uma situação passageira devido a longos períodos de jejum.

A remoção da saburra é muito importante, já que a boca é a porta de entrada para os microrganismos que ali podem se instalar e causar algumas doenças em outros órgãos. A saburra é um criador de microrganismo.

O importante é ressaltar que existem meios de diagnosticar e tratar a halitose, não havendo motivo algum para constrangimento diante do problema.

Não se deve mascarar o mau hálito através de medidas paliativas a exemplos de bochechos, balas e chicletes, deve-se sim diagnosticar a causa e solucioná-la, para que o indivíduo volte a sorrir e falar mais próximo das pessoas sem constrangimento e sem restrição social.

 Hoje temos recursos de última geração para…

 …medir o hálito e avaliar seu tipo e sua gravidade, ou verificar o resultado do tratamento;

…limpar a saburra a saburra lingual;

…impedir o crescimento dos microrganismos que formam a saburra;

…tratar a doença periodontal instalada ou precoce,

…diagnosticar e tratar todos os outros tipos de mau hálito.