Climatério é a fase de transição entre o período reprodutivo feminino e o não reprodutivo. Nesse período, ocorre redução progressiva da taxa dos hormônios ovarianos, estrógeno e progesterona, culminando com o esgotamento dos folículos ovarianos.
1-Quais são as principais manifestações sistêmicas causadas pelo climatério?
   Haverá o aparecimento de sintomas desagradáveis, como ondas de calor ou fogachos, palpitações, vagina seca, diminuição da libido, depressão e irregularidades menstruais. Tipicamente, há o aumento da temperatura corpórea, sudorese, ansiedade e crises de calor sufocantes no tórax, pescoço e face. Pode ocorrer ainda dificuldade de memorização, irritabilidade, melancolia, crises de choro, humor flutuante e labilidade emocional. As manifestações do hipoestrogenismo podem ocorrer a curto (sintomas neurovegetativos, insônia e alterações psicológicas), médio (atrofia mucosa e cutânea) e a longo prazo (Sistema Cardiovascular, metabolismo ósseo e Sistema Nervoso Central).
2-Quais são as manifestações causadas por esse período no âmbito bucal?
   A redução da taxa dos hormônios ovarianos, especialmente do estrógeno, poderá desencadear osteoporose e doenças periodontais, provocando mobilidade e perda de elementos dentais. Além disso, o hipoestrogenismo levara à perda de inserção dentária e/ou retração gengival, gerando a exposição da porção radicular do dente, o que fortalecerá o desenvolvimento da cárie a nível radicular.
3-A complexidade das manifestações causadas pelo climatério a saúde das mulheres exige qual forma de abordagem clínica?


  Requer atendimento multiprofissional: médico (ginecológico), odontológico, fisioterápico, psicológico e outros profissionais da saúde que podem ser solicitados.

4-Quais são as medidas preventivas de caráter preventivo que devem ser adotadas?

  Deve haver conscientização da população feminina nas fases mais precoces de suas vidas.Toda e qualquer conduta odontológica deverá ter enfoque preventivo (escovação dental, uso do fio e fita dental), visando evitar agravos futuros. O fumo também é um conhecido fator que desencadeia e agrava as doenças periodontais. Portanto, deve haver aconselhamento por parte do cirurgião-dentista para que as pacientes abandonem hábitos de vida deletérios, tais como o tabagismo.

 

Maiores esclarecimentos:
Clínica Villa Vita
Dra. Ana Paula Junqueira Santiago

Ginecologia / Obstetrícia / Sexóloga

(11) 3832-1062 / 3832-1063