Existem duas palavras que causam dúvida: somatização e doença psicossomática.
Termo bastante comum hoje em dia é a “somatização”. O que é isso? Basicamente é quando o indivíduo sofre com os sintomas físicos, mas nada aparece nos exames. 
Uma doença psicossomática é aquela que tem origem na mente, nos pensamentos, mas muitas vezes precisam também ser tratadas fisicamente. Depressão, transtorno bipolar e outras, podem facilitar o aparecimento dessas doenças. É uma doença física, verdadeira, mas com causa psicológica, ou seja, a doença apareceu no corpo. Neste caso a pessoa deve tratar tanto o psicológico quanto o físico. A causa é psicológica mas causa danos físicos. Por exemplo, algumas alergias, problemas endócrinos, taquicardia…


Essas doenças podem surgir de um estresse, uma mudança, uma perda, inabilidade social…. É um chamar a atenção para algo que não está bem na sua vida e que a pessoa tem que olhar para isso. Sabe-se também que se o indivíduo está em paz, equilibrado, ele estará menos exposto a enfermidades.
Tanto na somatização quanto nas doenças psicossomáticas, é aconselhada a procura de um psicólogo, pois sabemos hoje em dia que o ser humano precisa da integração mente/corpo. O psicólogo busca entender a história de vida da pessoa, o significado ansiedadedaquele determinado sintoma e ajudar a pessoa a elaborar seus sentimentos. Com o médico ela trata o corpo, e com o psicólogo trata a mente, a cabeça, as emoções.

Resumindo: o corpo fala, e precisamos escuta-lo, e muitas vezes precisamos da ajuda de um profissional para faze-lo. É necessário trabalhar essa angústia, raiva, medos, ansiedade, e qualquer outro sentimento que possa estar ligado a essa doença para que a pessoa tenha uma vida melhor.
Lêda Zoéga Parolo 
Psicóloga
(11) 3832-1062/1063