A má saúde bucal dos jogadores de futebol prejudica o rendimento de equipes milionárias.
Em um estudo publicado por uma revista de referência em medicina esportiva, a British Journal of Sports Medicine, a pesquisa mostrou que os atletas tem problemas sérios nas gengivas (77% com gengivite, 80% com periodontite irreversível), quase quatro de cada dez tinham cáries ativas no momento do exame e mais da metade apresentavam erosão dentária.

Os próprios jogadores reconhecem que isso afeta o desempenho na profissão.
Assim, 45% dos 187 jogadores estudados afirmam estar com algum incômodo na saúde bucal, 20% reconhecem que o estado de sua boca tem impacto negativo em sua qualidade de vida e 7% admitiram que os prejudica na hora de treinar ou jogar futebol.

necessita-melhorar-constantemente-desempenho-primordial_ACRIMA20150510_0037_15

Este quadro demonstra a importância da saúde bucal para todo o organismo. Quem imaginaria que um jogador de futebol teria o desempenho de todo o seu corpo afetado por não cuidar adequadamente de sua boca?

Villa Vita , Odontologia e Saúde

Rua: Sales Júnior, 642 – Alto da Lapa – São Paulo – S.P

(11) 3832-1062/1062 (11) 9 4744-5642