Crianças são cheias de energia, estão sempre brincando, correndo, não param, porém, muitas vezes traumatismo dentarioessa diversão resulta em acidentes e consequentemente em trauma bucal. O trauma também costuma ser frequente quando se trata de bebês, já que eles começam a dar os primeiros passos nesta fase.

Após o trauma a primeira medida a ser tomada é levar a criança ao cirurgião dentista, pois muitas vezes o trauma é maior do que aparenta ser.

Trauma bucal pode ser direto quando atinge o próprio dente ou áreas vizinhas, ou indireto quando o impacto ocorre no queixo, podendo atingir outras áreas ou até mesmo ossos do rosto.

Na maioria dos traumas os dentes mais atingidos são os incisivos centrais superiores (os maiores da frente).


Avulsão de dente permanente (Queda do dente):
A tentativa de reimplantação é sempre valida, e fatores como; O tempo que isso ocorre (do meio que esse dente foi transportado até o cirurgião dentista), cuidados com o dente (deve ser colocado no leite ou na própria saliva, mas nunca seco). Mesmo tomando estes cuidados ainda pode ocorrer a reabsorção desse dente e um insucesso da terapia de reimplante a médio-longo prazo.

Luxação Intrusiva de dentes decídua (Dente entra): O dentista vai verificar se o dente permanente foi atingido, caso isso aconteça é indicado a extração, mas, se não houve dado deve-se aguardar a recuperação espontânea (15 a 30 dias).

Luxação Intrusiva de dentes permanentes: Aguardar recuperação.

Procurar um ótimo dentista é de extrema importância, pois se o tratamento em dentes decíduos não for bem feito, pode ocasionar problemas na dentição permanente.

Fonte: Apcd – Associação Paulista de Cirurgiões Dentistas

Clínica Villa Vita Saúde e Odontologia
Rua Sales Júnior, 642 – Alto da Lapa 
(11) 38321062 ou 38321063