Muitas pessoas já encararam as dietas radicais para ficar com “o corpo perfeito para o verão”. O primeiro erro nessa escolha é desejar o corpo perfeito para o verão! E se é para buscar um corpo lindo, que a busca seja pela saúde, não é mesmo?

O segundo erro é acreditar que as “dietas malucas” fazem milagres. Não, elas não fazem. E pior que isso: é extremamente comum que elas causam o chamado “efeito rebote” – que é quando a pessoa perde peso rapidamente enquanto mantém a dieta. No entanto, basta interrompê-la para voltar a engordar tudo o que emagreceu e, muitas vezes, até mais do que antes.

riscos-dietasriscos-dietas

Portanto, para as dietas malucas: 5 motivos para você não fazer!

  1. Cada corpo é único.
    Se cada pessoa é uma e cada organismo tem seu tempo, como podemos acreditar que a dieta que serviu para o vizinho também servirá para nós? Uma dieta com foco em perda de peso deve ser prescrita por profissionais preparados para tanto. Então, se a sua vizinha ficou fina “de repente”, peça o telefone o médico que a auxiliou no processo.
  2. Dietas malucas são pobres.
    Tenha certeza de que as dietas radicais que prometem emagrecimento rápido são desequilibradas e com deficiência de nutrientes. E isso, simplesmente é bem ruim para a saúde.
  3. Deita restritiva não é reeducação alimentar.
    O que emagrece mesmo é reeducação alimentar e as dietas da moda não promovem a reeducação. O que elas fazem é “proibir” o consumo de uma ou mais classes de alimentos para que você veja resultado logo. Já a reeducação alimentar é muito mais complexa, por se tratar de um processo de transformação no comportamento alimentar da pessoa.
  4. Dietas desequilibradas podem causar depressão.
    Emagrecer é um processo e ninguém instala um processo da noite para o dia. Ou seja, não existe processo de emagrecimento saudável rápido e equilibrado.
  5. O corpo é inteligente
    Sempre que começamos uma deita cheia de restrições, rapidamente nosso corpo percebe a mudança. Ele entende que não está recebendo a quantidade adequada de energia e nutrientes para garantir as suas funções vitais. O resultado dessa percepção é que o organismo diminui o gasto calórico, a fim de se proteger e manter as funções mais importantes funcionando em perfeita harmonia. Isso significa que o corpo, que deveria gastar muita energia para emagrecer, deixa de gasta-lá!

Não existem benefícios nas dietas restritivas e radicais. A verdade é que nenhuma restrição calórica severa traz bons resultados. O ideal é buscar profissionais que te auxiliem e orientem na perda de peso consistente e eficaz. Para isso, nenhum remédio melhor do que combinar uma dieta balanceada e equilibrada com a prática regular de exercícios físicos.