Verrugas se parecem com pequenas pápulas ásperas na pele, muitas vezes com pontos pretos no meio                    delas.

         São causadas pelo vírus do HPV (Human Papilloma Virus) e devem ser tratadas, pois são contagiosas e                  podem ir aumentando em tamanho ou número.

         Formas mais comuns de transmissão:

  • Contato direto com pessoas infectadas;
  • Contato com resíduos infectados em piscinas, praias, academias, chuveiros e vestiários; ilustracao-mostra-alguns-dos-tipos-de-verruga-existentes-como-a-plantar-localizada-na-planta-do-pe-e-as-planas-que-se-espalham-pelo-rosto-1405028645740_615x300
  • O período de incubação (tempo entre o dia do contato e o surgimento da verruga) é de até 3 meses!

    Os locais mais frequentemente afetados são as mãos, ao redor das unhas, plantas dos pés (conhecida como olho de peixe, pelo seu formato característico), joelhos e face.

    Há transmissão para outras pessoas e é também auto-inoculável (ou seja, se temos uma lesão não tratada, a tendência é surgirem mais e mais lesões ao longo do tempo).

    Aparecem em qualquer idade, porém são mais comuns em crianças, adolescentes e indivíduos com baixa imunidade.

    Existem casos em que as verrugas regridem espontaneamente, porém na maioria das vezes é necessário tratamento médico para remoção das lesões.

    Os tratamentos visam eliminar o vírus, através do uso de ácidos, resfriamento local, uso de medicações específicas ou eletrocirurgia. Medicações homeopáticas podem ajudar em alguns casos.

    Não se recomenda o uso de medicações sem o acompanhamento médico, pois há risco de tratar uma lesão que não é verruga e mascarar lesões perigosas, como um câncer de pele.

Dra. Flavia Jorge
Dermatologista

_____________________________________________________________________________________
Consultório Alto da Lapa
(11) 3832-1062 / Whatssap (11) 99624-5302