Com a evolução do conhecimento gerontológico, tornou-se mais evidente que o determinante maior do estado de saúde não é um órgão ou sistema isoladamente, mas o estado funcional do conjunto, nele incluindo os aspectos emocionais e ambientais, conforme o conceito de saúde da OMS, previamente apresentado.

Embora esta definição seja aplicável a qualquer faixa etária, é particularmente significativa entre os idosos, por permitir um adequado estado de saúde com as doenças devidamente diagnosticadas e tratadas. Isto propicia que o processo de envelhecimento possa transcorrer de maneira natural, sem as limitações impostas pelas doenças cujas conseqüências são a exclusão do idoso das atividades previamente desempenhadas.Atividade-física-e-a-Terceira-Idade       

Para atingirmos este objetivo, principalmente em grande escala, devemos reconhecer quais são as principais limitações que desabilitam o idoso, comprometendo sua autonomia e independência.
      
Como já foi apresentada anteriormente, a maior parte das suas causas está intimamente relacionada ao sedentarismo e pode, em conseqüência, ser prevenida ou tratada com estratégias que envolvem a atividade física nas suas mais diferentes modalidades e com os mais diversos objetivos.

Dra. Juliana Yumi Kasai – Geriatria e Clínica Médica