E quando é preciso tirar as amígdalas da criança? Como proceder? São duas perguntas bem comuns nesses casos.
E é para esclarecer as dúvidas mais frequentes que elaboramos esse post. Vamos saber mais sobre a amigdalectomia?

amigdalite

CLIQUE NA IMAGEM PARA SABER MAIS

O que indica a necessidade da cirurgia?
A intervenção é necessária quando:
=> o número de crises de amigdalites passa de 5 em um ano;
=> incômodo para engolir e respirar por causa do inchaço das amígdalas e adenóides;
=> aparecimento de tumor na garganta;

A cirurgia
É uma intervenção cirúrgica simples e geralmente a criança volta para casa no mesmo dia. A cirurgia não requer muitos preparativos especiais, senão jejum absoluto por 12 horas antes do procedimento. Assim, evitamos vômitos quando ela tiver anestesiada. A cirurgia é feita pela boca, não tem cortes por fora da pele e dura em torno de 40-50 minutos. Quando acaba, a criança é levada para uma sala de recuperação até ir para o quarto ou receber alta.

O pós cirúrgico
O pós cirúrgico é dolorido e chatinho, por isso é preciso muita paciência e calma. É comum que eles sintam um mal estar geral e especialmente dor de garganta. Nos casos mais doloridos, a criança chega a sentir dor de ouvido. 

A alimentação depois da retirada das amígdalas
O que pode depois da cirurgia? Claro que o médico irá te orientar, mas algumas da opções são: sorvete, sopas mornas alimentos pastosos e gelatinas. Comida quente, não! Evite também refrigerantes ou qualquer tipo de bebida ácida, pois elas podem causar irritação na garganta.

Os cuidados em casa 
A recuperação completa pode durar até 7 dias, mas a criança já apresenta melhoras nos primeiros dias. As duas precauções mais relevantes para esse momento são: não deixar a criança fazer esforço físico e mantê-la longe de pessoas doentes.
Além disso é fundamental manter o pequeno hidratado e alimentado. Siga a risca os horários do remédio e vá com o tratamento até o fim. Caso a criança reclame de dificuldade de respirar, uma boa alternativa é colocar um umidificador no ambiente.

Podem existe complicações?
Raramente acontece, mas pode acontecer. Os sinais de que algo não vai bem são:  vômitos frequentes, dor de ouvido frequente, sangramento constante, sinais de desidratação.

 Quer falar com um otorrinolaringologista?
Clique AQUI.