O assunto reposição hormonal masculina ainda incomoda alguns homens e muitas vezes isso ocorre por falta de informação e conhecimento.  E é justamente por esse motivo que vamos esclarecer  as dúvidas mais comuns sobre o tema.

Friendly middle aged man's face.

PARA CONHECER NOSSA EQUIPE, CLIQUE NA IMAGEM!

Antes disso, vae ressaltar que  esse problema começa depois dos 40 anos e é conhecido como deficiência androgênica do envelhecimento masculino (DAEM).  

Quais são os sintomas da redução dos níveis de testosterona?
Alguns dos sinais mais comuns são a diminuição da libido e a dificuldade de manter a ereção, desânimo, melancolia e tristeza constantes, aumento do sono, redução da concentração e da memória e maior irritabilidade.

Qual a idade mínima para a reposição hormonal masculina? 
Geralmente é depois dos 40 anos que o homem começa a produzir menos testosterona. E vale dizer o seguinte: a produção de testosterona de um adulto é de aproximadamente 7 mg por dia. Depois dos 40 ele passa a perder – em média – 1% de testosterona livre por ao. O nível de testosterona total tem estabilidade até perto dos 50 anos, quando passa a sofrer diminuição de 0,5% a 0,8% ao ano.

Quando o tratamento é indicado?
Quando o homem apresenta os sintomas da DAEM somados a níveis baixo deste hormônio no sangue.

Como é feito o diagnóstico?
Através de exames de laboratório que analisam pelo sangue, a dosagem de testosterona total e livre, hormônio folículo estimulante, prolactina e luteinizante. Além disso, é importante ter uma avaliação cardíaca do paciente antes de dar início ao tratamento.

Existem contraindicações  ao tratamento? 
Os pacientes cardiopatas com limitações à prática de exercícios físicos não podem passar por esse tratamento, porque há indícios do aumento do risco cardiovascular  para eles. Além deles, pacientes com câncer de próstata ou glândula mamária também não devem ser submetidos a reposição hormonal, pois ela pode alimentar esses tumores, provocando crescimento dos mesmos.

Como acontece o tratamento?
O tratamento pode ser feito através da aplicação de gel diretamente na pele ou de injeção intramuscular.
Os resultados mão são imediatos, mas acontecem a curto prazo.

O tratamento acaba?
Não. É para a vida toda e, para ficar com os níveis deste hormônio regulados é preciso fazer um controle rígido. Parar o tratamento significa o retorno dos sintomas.

Tem como prevenir o problema?
Os homens que tem uma vida saudável, com dieta equilibrada, prática regular de atividade física, que não fumam ou bebem, retardam o aparecimento dos sintomas da deficiência.  Mas não existe outra forma de prevenção.

Se você está apresentando os sintomas, procure um especialista já! Sua vida vai melhorar bastante!

Até mais!