O ” nascimento” dos primeiros dentinhos marcam uma fase muito importante para criança, e para os pais. Então, resolvi compartilhar as perguntas mais frequentes feitas no consultório.

O primeiro dente da minha filha nasceu na parte de cima, o que eu faço?

Cada ser humano tem sua própria individualidade e com isso pode haver variação na ordem de nascimento dos dentes. O importante é ter um acompanhamento com o profissional adequado para não gerar ansiedade na família.

Meu filho tem 9 meses e não nasceu nenhum dentinho ainda. Isso é normal?

Cada criança tem o seu tempo. Normalmente por volta dos 6 meses de idade começa a ”nascer” o primeiro dente mas isso pode variar! Se até um ano e meio não irromper nenhum dente é importante procurar um odontopediatra para pesquisar as possíveis causas.

Por volta dos três anos de idade já deve ter ”nascido” os vinte dentinhos de leite. =)

As crianças ficam mais irritadas? Querem morder tudo que vê pela frente?   Salivam mais? O sono mais agitado?

Muitos pais relatam pelo menos um desses sintomas. Quando o dentinho está próximo de irromper, a gengiva fica mais abaulada o que leva a criança a ficar mais impaciente e querer ”coçar” a região com qualquer objeto. A salivação excessiva está relacionada com o desconforto experimentado pela criança no período de erupção ou também pela maturação recente das glândulas salivares e pela incapacidade do bebê engolir a saliva. Todos esses sintomas deixam o bebê com o sono mais agitado.

É possível que o nascimento dos dentes esteja relacionado com os sintomas febre e diarréia?

A literatura não costuma relacionar sintomas de febre, resfriados ou diarréia com o ”nascimento” dos dentes. Porém, na prática, o que se observa é que, em algumas crianças, na fase em que ”nascem” os dentes, apresentam esses sintomas simultaneamente. Geralmente são sintomas leves, como o intestino mais solto, com assaduras frequentes, por exemplo.

Como o bebê leva a mão e tudo o que pega à boca, as impurezas são transportadas do ambiente para o organismo do bebê podendo ocasionar estados febris , vômitos e diarréias, sintomas sempre relacionados com o aparecimento dos primeiros dentes.

Esses sintomas podem também estar relacionados com a fase do desmame quando as crianças estão deixando de receber os anticorpos maternos, e produzindo os seus próprios, nesse período de adaptação imunológica, a criança pode ter episódio de resfriados.

Portanto, uma criança com febre alta ou uma diarréia intensa, necessita de uma avaliação pediátrica.

Mordedores ajudam a melhorar o desconforto?

Sim. Mordedores, aqueles com gel no interior, são ótimos para serem levados à geladeira e dar para o bebê. Assim também como brinquedos de borracha que podem ser levados à boca.

Uma outra dica são alimentos mais geladinhos e alimentos cortados em pedaços maiores. Como por exemplo: cenoura crua bem lavada e descascada. Maçã, Pêra.

Massagens leves no local com dedeiras de silicone, compressas de chá de camomila mais geladinho podem ajudar!

Colar de âmbar alivia dores e desconfortos no nascimento dos dentes?

Não existem estudos científicos que comprovem a eficácia do uso colar de âmbar. Por ser constituído de pequenas partes amarradas em um cordão, ele pode causar asfixia ou, ao romper, fazer coprimeira-denticao-560x375m que a criança engasgue.

Tem algum medicamento que possa ajudar?

A medicação em alguns casos é necessária, porém consulte seu odontopediatra ou pediatra.

Pomadas para aliviar a dor podem causar reações alérgicas. Produtos que contém benzocaína (anestésico) requerem cuidados! Pois, mesmo colocadas diretamente na gengiva as crianças podem acabar engolindo, gerando sensação ruim ou até mesmo amortecimento da garganta e até dificuldade em respirar