Todos sabem que devemos estimular as crianças, e que fazendo isso estamos aumentando sua autoestima, e que uma forma de fazer isso é através dos elogios.  Elogios incentivam e fazem a criança se sentir valorizada.
Mas elogios feitos a toda hora podem trazer consequências indesejáveis para a criança,  como ansiedade, insegurança , e faze-las sentir-se pressionada. A criança pode ter medo de se arriscar e mostrar que não é tão boa em algo, e por causa disso evita novos desafios, podendo  apresentar dificuldade em lidar com o fracasso.
Deve-se elogiar o processo, o esforço, e não os resultados, e o elogio deve ser baseado em coisas reais e verdadeiras. A criança sabe quando os pais não estão sendo sinceros no elogio.
Elogiar é também mostrar que a criança está sendo olhada no que faz.
Para isso, eis algumas sugestões de frases que podem ser usadas:
“Gostei de ver como você se empenhou”
 “Gostei quando você ajudou seu irmão” .
“Obrigada pelo quefez hoje”
“Eu gosto quando você….”
“ Que bom que se esforçou para fazer…..”
Dizer: “Você é o mais lindo da classe”, ou “mais inteligente”, gera comparação, competição. Ele não precisa ser o mais lindo, nem o mais inteligente.
Enfim, elogio é importante quando merecido, e se deve elogiar dentro de um limite.
Um elogio pode sim ajudar na autoestima mas lembre-se: aprove ou reprove as atitudes, não a criança.

Texto da nossa Psicóloga Lêda Zoéga Parolo
www.ledazoegaparolo.com

Clínica Villa Vita Medicina e Odontologia
Rua Sales Júnior, 642 – Alto da Lapa
(11) 3832-1062 ou (11) 38320-1063