Você sabia que o tema “relacionamentos” é um dos fatores que nos ajudam na felicidade e bem-estar?

Já que somos considerados seres “sociais”, temos que ter um olhar mais cuidadoso para nossos relacionamentos. Já pensou como estão os teus?

Temos vários tipos de relacionamentos em um só dia. Os relacionamentos envolvem a família, amigos, colegas, e até conosco mesmo.

Nossa, e como é importante a emoção de um abraço, que apoia, que chora junto e ri junto, que é cúmplice.

Hoje em dia, a tecnologia pode nos aproximar e nos afastar das pessoas. Mas podemos usá-la a nosso favor. Muitas famílias criam grupos onde mantêm contato com alguns que moram longe e não se veem sempre e assim podem estar a par do que acontece com eles. É o ideal? Não, mas às vezes é o melhor que podemos fazer nesses dias.

Mas o Facebook não substitui o face a face, não temos a intimidade de estar

juntos de verdade!

Então pense em como se conectar com o outro, ter alegrias e tristezas juntos.

Relações são importantes para um desenvolvimento saudável. A criança com bons relacionamentos afetivos é capaz de enfrentar melhor os problemas.

Cultive a empatia. A empatia vem diminuindo e os relacionamentos sofrem com isso. A empatia faz parte dos relacionamentos. Não é sofrer junto, mas é a capacidade de se colocar no lugar do outro “como se”…

Tenha qualidade nos relacionamentos. Tenha curiosidade positiva, conversando com as pessoas, tenha interesse pelo outro.

Sentindo fata de mais relacionamentos? Faça novos, quem sabe participando de uma aula de ginástica ou línguas, conversando com as pessoas nas praças, ligando para amigos.

Pessoas felizes têm bons relacionamentos.

Suporte social é uma necessidade humana básica (Lyubomirsky, 2012).).

Francis Bacon disse: “Amizades dobram nossa alegria e cortam pela metade nosso luto”.