Medicina ortomolecular

medicina-ortomolecular

É uma prática que nasceu em 1950 e trabalha baseada no equilíbrio das funções vitais do corpo, através da reposição de vitaminas e minerais no organismos, com a finalidade de eliminar radicias livres. Para quem não sabe, quando eliminamos radiciais livres, eliminamos muito o risco de cânceres, processos inflamatórios e doenças degenerativas. A proposta é repor vitaminas e minerais que não absorvemos e das quais precisamos. Para se ter ideia, a ausência de vitaminas e minerais, aliada com a ingestão de substâncias nocivas, gera a formação dos radicais livres, muito prejudiciais à saúde.

A visão ortomolecular do corpo é sistêmica. Ou seja: um problema causa outro, gerando o tão famoso efeito dominó. E qualquer impacto se alastra. Quer dizer: o excesso ou falta de algum nutriente, prejudica o funcionamento de um órgão. Consequentemente, esse órgão vai sobrecarregar algum outro, que também terá seu funcionamento prejudicado e assim por diante, instalando uma desordem de funcionamento o corpo.

A ortomolecular faz uma profunda investigação e análise de exames de sangue e urina, para entender a necessidade de cada paciente para começar a reposição.

O trabalho da ortomolecular é realizado com reeducação alimentar e com o uso de substâncias naturais.