A úlcera gástrica (ou úlcera de estômago) é uma lesão que se forma nesse órgão e que gera dor. O problema pode ser agravado quando o suco gástrico (que é bem ácido), entra em contato com a úlcera e piora a inflamação.

A causa mais comum da úlcera é a bactéria H.Pylori. Mas, além dela, o excesso de uso de medicamentos, muito stress e má alimentação também geram a úlcera no estômago.

O sintoma mais comum entre quem tem a úlcera é uma dor localizada um pouco acima do umbigo, onde muita gente chama de “boca do estômago”. E é comum também que essa dor se manifeste durante as refeições. Mas, ela não é o único sintoma. Fique atento se você estiver com náuseas, frequente azia, uma sensação constante de estômago cheio  e até mesmo dificuldade de digerir os alimentos. Ao menor sinal de um desses sintomas, procure seu médico de confiança.

Para quem já logo quer saber o mínimo sobre o diagnóstico, fica a informação: a úlcera é diagnosticada através da endoscopia.

Aí, vem aquela pergunta que persegue todo paciente: tem tratamento? Tem sim e costuma ser com medicamentos que diminuem ou inibem a produção de ácido do estômago. Claro que depende do paciente e da lesão mas, geralmente é um tratamento com duração entre 5 e 8 semanas.
Se a úlcera está infectada com o H. Pylory, o tratamento inclui o uso de antibióticos. Não é um problema sem solução, mas é preciso resolver o quanto antes, para evitar problemas futuros maiores!