Definição:
Infiltrção significa aplicar produtos de injeção dentro de um tecido ou área anatômica. Quando falamos sobre infiltração estamos nos referindo à injeção de uma medicação que pode ser colocada em qualquer parte do sistema músculo-esquelético (tendões, músculos, ligamentos, dentro de uma articulação). O objetivo é tratar uma patologia mais próximo possível da sua sede; isso é muito comum na traumatologia esportiva.

O que é uma infiltração?
O médico especialista irá injetar um anestésico local seguido de um medicamento para reduzir a dor, tratar uma inflamação ou lesão. Esta injeção local é chamada de infiltração. Será dentro de um tecido inflamado ou dolorido (infiltração do ombro, no joelho, quadril, etc.) ou em um tendão, por exemplo.

O uso deste processo terapêutico vai exigir um diagnóstico preciso e deve ser decidido com o consentimento do paciente depois de explicar as vantagens e desvantagens.

Locais mais comuns: 
Nas doenças e dores articulares: infiltração nunca é no osso, mas pode ser aplicada também no espaço entre eles, o espaço da articulação entre dois ossos (por exemplo, entre o fêmur e a tíbia, para o joelho).

É muito utilizada em pacientes com reumatismo, como por exemplo osteoartrite reumatóide, artrite gotosa, e até mesmo artrose degenerativa, ou nos iniciantes desportivos que cursam com dores ou crepitações

Nos tendões: infiltração será usada como um último recurso depois que outros tratamentos não tiverem sucesso, geralmente fazemos na circunferência ou ao redor do tendão. As melhores indicações são tenossinovite, isto é, a inflamação da bainha do tendão, e entesopatias ou na inserção do tendão ao osso.

No músculo: é comum se infiltrar no tratamento de lesões musculares (pode ser até retirado o hematioma) ou nas fibroses que são as cicatrizes que os atletas sofrem e evoluem com rigidez. A dor é bem localizada no esforço com excelentes resultados.