A síndrome dos ovários policísticos (SOP) é uma das desordens endócrinas mais freqüentes em mulheres na idade reprodutiva, com prevalência de 6 a 10%. O quadro clínico da SOP é variável, mas, em geral caracteriza-se por produção excessiva de pêlos e/ou acne, com ausência de ovulação associada a distúrbio menstrual e infertilidade.
A Nutrição Funcional é uma ferramenta muito importante para as mulheres que apresentam a SOP, pois é possível identificar quais são as alterações bioquímicas e clínicas que a paciente apresenta. É realizado um atendimento profundo e globalizado para identificar alterações orgânicas que aparentemente não tem relação com a síndrome.
Acredita-se que deve ser realizada a vigília constante do peso com a adoção de uma dieta rica em fibras, além de evitar o excesso de proteína e gorduras saturadas e trans. Fracionar a refeição em menores quantidades é uma das primeiras atitudes a ser mudada.
É importante consultar um nutricionista, que é um profissional capacitado a orientar quais são os alimentos e suplementos ideais a serem consumidos para cada mulher com esta síndrome.
Dúvidas?! Agende uma consulta com Mariana Duro Margatho, nutricionista funcional da Clínica Villa Vita.
Fonte: www.vponline.com.br
ov%25C3%25A1rios-polic%25C3%25ADsticos - A alimentação pode interferir no Síndrome dos Ovários Policísticos?!
Avalie este post