O Conselho Regional de Odontologia de São Paulo listou nove doenças que se manisfestam pela boca. E quanto mais cedo forem diagnosticadas, melhor podem ser tratadas. Se você pensava que fazer a revisão regularmente te protegia somente de cáries, doenças periodontais (na gengiva) e acúmulo de biofilme lingual (saburra lingual que provoca mau hálito), talvez precise repensar a importância que dá a esta prevenção.
1 – SÍFILIS:
Um dos primeiros sintomas é uma ferida na gengiva que demora em cicatrizar. Ela pode causar placas vermelhas e úlceras na região. E vale registrar que o Brasil vive um surto de sífilis. Só no grupo de mulheres e bebês o aumento foi de 1001%. É importante ficar atento e, especialmente se você estiver grávida, não deixe de fazer as consultas regulares e evitar muitas complicações.
2 – LEUCEMIA:
O inchaço da gengiva e uma maior propensão a sangramentos espontâneos sem causa aparente são sintomas deste câncer que inicia na medula óssea e atinge as células do sangue. Então, em caso de sangramento recorrente na gengiva, procure imediatamente o Cirurgião-Dentista.
3 – ANEMIA:
Fadiga, falta de ar, tontura e palidez estão entre as manifestações da anemia, marcada pela ausência de glóbulos vermelhos saudáveis. Além disso, alterações no tecido da língua podem ser um indicativo do problema.
4 – BULIMIA:
Transtorno psiquiátrico marcado pela combinação de episódios de compulsão seguidos por momentos compensação e pelo abuso de laxantes e indução de vômito. O hábito de regurgitar com frequência faz com que muitos ácidos do estômago cheguem à boca. Isso destrói as camadas superficiais dos dentes e machuca toda a mucosa.
5 – CÂNCER BUCAL:
O vírus HPV, transmitido durante o sexo, tem relação direta com a maioria dos casos de câncer do colo do útero. Ele também tem atuação devastadora nos casos de tumores de cabeça e pescoço. Na boca, ele provoca verrugas que podem evoluir para um problema mais sério. Então, se você notar alguma alteração que não desaparece após duas semanas, é bom agendar logo uma visita ao Cirurgião-Dentista para ver o que está acontecendo.
6 – DOENÇAS AUTOIMUNES:
Enfermidades como o lúpus eritematoso sistêmico e o pênfigo vulgar, em que o próprio sistema imune ataca estruturas do corpo, podem apresentar sintomas como úlceras na mucosa bucal. Essas feridas doem muito e não costumam se fechar facilmente. Logo, mais uma vez, se você notar alguma ferida que não desaparece, PROCURE O CIRURGIÃO-DENTISTA.
7 – DIABETES:
A alteração no hálito (mau hálito) pode ser sinal de descontrole nas taxas de açúcar. Nestes casos, o hálito pode ter um cheiro que se assemelha ao de frutas envelhecidas. Esses pacientes usualmente apresentam gengivite, a inflamação das gengivas.
8 – CIRROSE HEPÁTICA:
Lesões no fígado têm inúmeras causas, como o álcool, a gordura e alguns tipos de vírus. A grande questão é que se não forem tratadas a tempo, podem se tornar crônicas e comprometer de vez a saúde. Nestes casos,as mucosa bucais podem apresentar alterações de cor, tornando-se amareladas ou esverdeadas.
9 – AIDS:
A doença provocada pelo vírus HIV pode dar sinais por meio de placas esbranquiçadas, gengiva inflamada, linhas verticais brancas na região lateral da língua e aftas de grande extensão. O sistema imune enfraquecido pela infecção possibilita que outros micro-organismos tomem conta do espaço e provoquem todas estas alterações.
Lembre-se de que quando o assunto é saúde, um texto na internet jamais pode substituir uma consulta para avaliação profissional. Então, caso você identifique qualquer alteração, agende imediatamente uma avaliação. Visitar o CIRURGIÃO-DENTISTA regularmente vai muito além do cuidado com a saúde bucal. É um autocuidado que pode salvar vidas! A propósito, quando foi a última vez que você foi ao Cirurgião-Dentista?