Raios-X, também conhecidos como radiografias, são parte essencial de qualquer tratamento dentário. Eles podem ajudar em diagnósticos, mas podem também ser preventivos, auxiliando o dentista a diagnosticar potenciais problemas de saúde bucal de um paciente antes de se tornarem um grande problema. Uma radiografia é um tipo de energia que passa pelos tecidos mais finos e é absorvido por tecidos mais densos. Dentes e ossos são muito densos, por isso absorvem raios-x, sensibilizando menos o filme radiográfico.

As radiografias são divididas em duas categorias principais, intrabucal e extrabucal. Intrabucal é uma radiografia feita no interior da boca. Uma radiografia extrabucal é feito por fora da boca.

Radiografias intrabucais são o tipo mais comum de radiografia feita em um consultório dentista. Eles oferecem um grau elevado de detalhes do dente, do osso e dos tecidos de suporte da boca. Esses radiografias auxiliam o dentista a:

Encontrar cárie

Visualizar as raízes do dente

Verificar a saúde da área óssea ao redor do dente

Determinar se doenças periodontais são uma questão de cuidado bucal

Verificar o estado dos dentes em desenvolvimento

Prevenir outras doenças

Planejamento

Radiografias são muito seguras e expõem você ou seus filhos a uma quantidade mínima de radiação. Quando todas as precauções padrão de segurança são tomadas, os equipamentos atuais de radiografias são capazes de eliminar as radiações desnecessárias e permitem ao dentista focar o feixe de raio-x em uma parte específica da boca. Filmes de alta velocidade permitem ao dentista reduzir a quantidade de radiação que o paciente recebe. Um avental de chumbo protege todo o corpo da radiação.